VideoCampoDeFeriasVerao

Campos de Férias de Verão 2017

Informações para Encarregados de Educação

Turnos de Campos de Férias de Verão

O Que levar? Vestuário e Higiene Pessoal

  • O usual e necessário à duração do turno
  • Roupa prática e desportiva
  • Chinelos para o balneário e piscina
  • Calçado confortável (e meias)
  • Protetor solar, boné ou chapéu
  • Toalhas de banho e praia/piscina
  • Elástico para os óculos (de uso permanente)
  • Fato de banho
  • Tampões para os ouvidos – piscina (se necessário)
  • Um agasalho

Outros Objetos

  • Um impermeável
  • Saco cama (facultativo)
  • Roupa para uma “Noite de Gala”
  • Lanterna e Cantil

Outras Situações

O participante não se deve fazer acompanhar de objetos de valor como fios, anéis, jogos eletrónicos, etc.

É expressamente proibido o uso de qualquer objeto cortante ou outro que permita ser agressivo/violento.

Caso o participante esteja medicado, deverá ser solicitada autorização prévia para a sua inscrição. Nos casos em que é autorizada a inscrição do participante, deverá ser comunicado ao Coordenador do Campo de Férias, todas as informações acerca da administração dos mesmos, principalmente se o participante for muito jovem.

Telefonemas – Participantes e monitores

Período de contacto

  • Tarde das 12h30 às 14h30
  • Noite das 19h00 às 21h00

Estes períodos devem ser igualmente respeitados pelos participantes que usarem telemóvel e Encarregados de Educação

Nota: Haverá alturas em que as linhas da central telefónica do Campo de Férias estarão ocupadas, no entanto continuarão a dar sinal de chamada. Deverá continuar a tentar até conseguir ligação. Poderá não ser possível contactar o participante no período da tarde, por estar em atividade de exterior

 

Visita do Encarregado de Educação ao Campo de Férias:

A organização não aconselha visitas, especialmente se for a primeira vez que este frequenta um Campo de Férias. No entanto, se desejar efetuar a visita, esta deverá ser realizada no primeiro domingo após o início do turno, entre as 14h00 e as 18h30. Somente o Encarregado de Educação poderá levar durante este período, o/a participante a passear fora das instalações do campo de férias. Aos familiares e amigos apenas é autorizada a visita. Indicações/autorizações em contrário devem ser comunicadas antecipadamente (por escrito e acompanhadas por respetivos documentos de identificação) ao Coordenador do Campo de Férias.

Projeto Pedagógico de Animação

Os objetivos pedagógicos dos planos de atividades visam proporcionar às crianças e jovens um conjunto de diferentes vivências, no seu período de férias, através de múltiplas atividades.

Será proporcionado aos participantes um espaço de salutar convívio, com atividades que contribuam positivamente para o crescimento e consolidação dos seus conhecimentos, assim como para o despertar de novos talentos e capacidades.

Pretende-se estimular o contacto e proteção da natureza e a cidadania através da participação solidária dos seus membros, futuros cidadãos adultos, de uma sociedade livre e democrática.

Pretendemos desenvolver campos de férias de qualidade, promovendo junto dos participantes uma ação pedagógica que contribua para o seu equilíbrio psicossocial e o seu desenvolvimento integral, fomentado a sua participação na vida do campo de férias. Ajudar a formar cidadãos livres, responsáveis, autónomos e solidários.

Com atividades de carácter desportivo, cultural ou meramente recreativo, é nossa missão proporcionando-lhes umas ótimas férias, plenas de mil aventuras.

Fomentamos atividades integradoras que permitam aos participantes desenvolver o espírito de autonomia, competência, iniciativa, responsabilidade e espírito crítico.

Adaptando os diversos métodos e técnicas de aprendizagem à individualidade de cada participante, proporcionamos condições para os mesmos desenvolverem as capacidades, de forma a construir etapas seguras, no seu percurso de formação para a vida ativa. Assim durante o turno do campo de férias, irá privilegiar-se uma educação não formal entre coordenador, monitores e participantes.

Nas suas rotinas diárias os monitores acompanham os participantes, apoiando e incentivando a sua autonomia. Para além das suas rotinas, valorizando-se a elevada importância no tempo passado juntos, como fator integrador, o acompanhamento diário durante as atividades, permite transmitir aos participantes segurança e apoio nas tarefas propostas, permitindo aos participantes desenvolver o espírito de autonomia, competência, iniciativa, responsabilidade e espírito critico.

Em relação à seleção, recrutamento e formação complementar do pessoal técnico, adotamos um conjunto de procedimentos e ações visando uma melhor preparação para as funções que irão desempenhar nos campos de férias.

O recrutamento dos monitores é realizado por anúncios e através dos currículos que os mesmos nos enviam, com o objetivo de fornecer ao processo de seleção, um conjunto de candidatos com aptidões, competências técnicas e experiência para a função.

A seleção de monitores é realizada através de entrevista diretiva, por entendermos que se aplica a este tipo de recrutamento, permitindo conhecer certos conceitos espontâneos dos candidatos.

São ainda tidos em conta a sua formação escolar e técnica, experiência, hobbies e o seu nível de estabilidade emocional.

Após as fases acima descritas por processo de comparação é tomada a decisão.

Nas nossas instalações efetuamos ações de formação para o pessoal técnico, assim como de primeiros socorros. Realizamos ainda ações de sensibilização acerca de diversas matérias relacionadas com esta atividade, nomeadamente na área da segurança e bem estar dos participantes e nos diferentes aspetos da atual legislação. Estimulamos e apoiamos os nossos coordenadores a frequentarem cursos de valorização profissional, em especial aqueles relacionados com esta atividade, assim como reuniões que visarão elaborar planos de atividades equilibrados.

Para além da supervisão técnica que desenvolvemos através dos nossos serviços centrais, no decorrer das atividades dos campo de férias, realizamos uma avaliação dos mesmos através de reuniões entre os Coordenadores e a Direção, no final de cada ano. Têm como objetivo avaliar o desempenho do pessoal técnico e discutir estratégias de forma a melhorar o nosso serviço.

Temos uma parceria com a CNAF – Confederação Nacional das Associações de Família, visando as áreas de implementação e controle de qualidade dos nossos serviços.

Em termos gerais, o dia tipo nos nossos campos de férias estrutura-se no período da manhã com atividades desportivas, no período da tarde com atividades de expressão artística de forma a estimular a criatividade dos participantes e no período da noite, com festas e apresentações que mais não são o culminar do trabalho preparatório que realizaram durante a tarde.

Para além destas, têm a oportunidade de conhecer o meio envolvente, cultura e tradições que são corporizadas na “Aldeia Aventura” de cada campo de férias. As atividades de aventura nomeadamente a Canoagem, Slide, Orientação, Escalada, Laser-Tag, Tiro com arco e zarabatana; Low Ropes; Stand Up Paddle, Bigball, Escalada Spider, Campo de futebol Relvado; Jogos e Caminhos Pedestres de Aventura, permitem uma maior autoconfiança, autonomia e capacitar os participantes a ultrapassar obstáculos através da entreajuda e trabalho em equipa. As saídas para o exterior, com passeios na zona envolvente aos campos de férias, regra geral, em locais de interesse histórico ou natural, possibilitam aos participantes aprender e compreender novas e diferentes realidades, ganhar consciência cívica e espírito de responsabilidade.

Equipa Pedagógica

As nossas equipas pedagógicas são criteriosamente selecionadas de acordo com valores de qualidade e experiência.

Para além da constituição proposta para as equipas pedagógicas, todos os campos de férias por nós promovidos, tem uma supervisão técnica dos nossos serviços centrais, que efetuam diversas visitas aos campos de férias.

A constituição das equipas pedagógicas no acompanhamento de programas é composta pelo Coordenador de Campo, Adjunto de Coordenação, Monitor (s) de Campo (em número adequado ao número de participantes e idades).

Somos uma organização de Campos e Colónias de Férias recomendada pela CNAF –  Confederação Nacional das Associações de Família.

Segurança e Alimentação

Segurança

  • O Tempo de Aventura, tem uma atitude preventiva nas suas ações, tendo como lema – Divertimento e Aventura em Segurança.
  • Os nossos espaços são seguros. Devidamente equipados, fruto de um planeamento pensado e adequado às características dos nossos serviços.
  • Os participantes são acompanhados em todo o seu programa por uma equipa pedagógica de monitores com as diferentes formações em desporto, turismo, animação e em primeiros socorros, que os apoiam de dia e de noite.
  • O tempo de aventura celebra um seguro de acidentes pessoais para cada participante.
  • As instalações são dotadas de mecanismos de vigilância/controlo; área vedada; sistema de controlo de incêndios e intrusão; extinção de incêndios; e sinalética de emergência.
  • Cada Campo de Férias dispõe de um PEE – Plano de Emergência de Evacuação
  • Todas as atividades acontecem (maioritariamente nos espaços do campo de férias e saídas previstas), integrando um plano de segurança.
  • Com equipamentos de segurança e dinamização das atividades em ótimas condições, quantidade e qualidade (integram um plano de manutenção e verificação)

Alimentação

  • Os nossos Campos de Férias funcionam de acordo com o Sistema de Controlo Alimentar e Qualidade – HACCP.
  • A nossa Ementa é composta por cinco refeições diárias (pequeno-almoço; almoço; lanche; jantar e ceia).
  • A composição da ementa é elaborada por técnicos especializados e controlada por engenheiros alimentares.
  • Ementa diversificada, em quantidade suficiente e adequada a: idade; programa de atividades desenvolvido e gosto dos participante. Sendo criadas dietas alimentares alternativas nos casos em que se justifique (religião, restrições alimentares, etc.)

Apoio Médico, Medicamentos e S.O.S

Os Campos de Férias do Tempo de Aventura, têm nas suas proximidades Centros de Saúde e Hospitais locais.

Em caso de doença ou acidente e dependendo da gravidade, os participantes são acompanhados por um responsável da equipa pedagógica, recebendo apoio/tratamento especializado nos Centros de Saúde ou Hospitais da região. Os encarregados de educação são sempre informados acerca do estado de saúde dos participantes.

Informações que os encarregados de educação acharem relevante, devem constar na ficha de inscrição. Sendo esta confidencial, será bastante útil para o participante e equipa técnica, que com base na experiencia, sensibilidade e sem constrangimento para o participante, poderá ajudar a solucionar as mais diversas questões e eventuais problemas de adaptação.

As equipas do Tempo de Aventura, dotadas de uma atitude preventiva nas questões de segurança, têm elementos que possuem formação de primeiros socorros.

Regulamento Interno

Objetivo

É objetivo dos campos de férias proporcionar iniciativas exclusivamente destinadas a crianças e jovens com idades compreendidas entre os 06 e os 18 anos, com a finalidade de durante um período determinado de tempo, proporcionar um programa organizado de carácter educativo, cultural, desportivo ou meramente recreativo.

Documentação

Os encarregados de educação dos participantes devem fazer a correta inscrição e facultar a documentação necessária ao mesmo processo, assim como devem prestar todas as informações que se mostrem necessárias à sua integração no turno de campo de férias.

Participantes

Comportamento

Reserva-se o direito de, após prévia informação e contacto com os Encarregados de Educação, fazer regressar a casa qualquer participante que pelo seu comportamento prejudique de forma significativa o funcionamento do Campo de Férias.

Todos os participantes devem cumprir as instruções que lhe sejam dadas pelos monitores e respectivos coordenadores dos campos de férias, assim como cumprir o descrito no presente regulamento interno.

Os participantes terão acesso a todas as actividades de acordo com os seus interesses, salvo razões pessoais, de ordem técnica, meteorológica ou por indicação dos Encarregados de Educação.

Material de apoio

Sugere-se ao participante o acompanhamento de vestuário adequado às atividades do Campo de Férias, Saco-cama, panamá/chapéu, camisolão, impermeável, lanterna, mochila pequena, estojo de higiene pessoal, chinelos e protetor solar.

Não é permitido levar para o campo de férias

  • Bebidas alcoólicas e estupefacientes.
  • Medicamentos, exceto nos casos em que o participante se encontre medicado. Nestes casos o encarregado de educação deverá entrega-los ao monitor ou coordenador do campo de férias.
  • Objetos cortantes ou outros que pela sua perigosidade coloquem em risco a integridade física dos participantes.

Objetos de Valor

Não aconselhamos a levar para o Campo de Férias, objetos de valor.
Se tal acontecer, o Tempo de Aventura não poderá responsabilizar-se por desaparecimento ou deterioração dos mesmos.

Contactos

O horário de contacto entre os participantes e respetivos encarregados de educação, é no período das refeições principais (almoço e jantar), entre as 12h30 e as 14h00 e, das 19h00 ás 20h30, incluindo os contactos por telemóvel.

Encarregados de Educação

Contacto com os educandos

O horário de contacto é idêntico ao dos participantes.

Visita

Os encarregados de educação não deverão visitar os participantes no período de duração do campo de férias, excetuando no dia da visita que o coordenador estipular, para todos os encarregados de educação.

O dia de visita funciona da seguinte forma:

  • No período da tarde das 14h30 às 18h00.
  • No caso dos encarregados de educação pretenderem almoçar com o participante, deverão avisar previamente o coordenador do campo de férias e poderão ir busca-lo a partir das 11h00.
  • É permitida a visita de familiares e amigos. Se houver alguma restrição, o encarregado de educação deverá comunicar por escrito ao coordenador do campo de férias.
  • Os participantes apenas podem sair para dar um passeio fora das instalações do campo de férias, com os seus encarregados de educação.
  • Não é permitido aos familiares e amigos levarem os participantes a passear fora das instalações do campo de férias, exceto nos casos devidamente autorizados pelo encarregado de educação.

Saída

Sempre que o participante sair do campo de férias durante o período de duração do mesmo, quer de uma forma definitiva ou por um curto período de tempo, é obrigatório o preenchimento de um formulário de saída onde deverá constar o motivo que originou essa mesma saída.

 

Documentos

Será facultado aos encarregados de educação os seguintes documentos: Plano de atividades, regulamento interno, identificação a entidade organizadora e respetivos contactos, valor da inscrição,

Informação sobre a existência de livro de reclamações, seguros pelos quais os participantes estejam abrangidos.

Funcionamento

Programa de Atividades

Articulação diária, das atividades ao longo do turno do campo de férias com a seguinte tipologia: desportivas, exploração, expressão, lúdicas, construção e movimento.

 

O programa pode prever saídas e visitas fora das instalações do campo de férias, assim como pode ser alterado devido as condições climatéricas ou outras que a equipa pedagógica, considere relevantes tomando em linha de conta a segurança e adequação dos interesses e motivações dos participantes.

 

Equipa Pedagógica

Constituída por Coordenadores, adjuntos e Monitores de Campos de Férias.

 

Distribuição dos participantes

A distribuição dos participantes pelas equipas/grupos educativos e alojamentos é da responsabilidade da equipa pedagógica, não podendo garantir-se que participantes amigos ou conhecidos fiquem na mesma equipa/grupo ou camarata. Por outro lado não é aconselhado frequentar o escalão etário que não se integra na sua idade

Assistência Médica

Como assistência entende-se  as atuações de prevenção, atividades realizadas com material e equipamento de primeiros socorros, qualquer tratamento simples realizado por um monitor socorrista, bem como o transporte a qualquer Centro Hospitalar.

Cada participante é abrangido por um seguro de acidentes pessoais.
Mediante interesse de Entidades e/ou Encarregados de Educação, as condições do mesmo poderão ser alteradas.

Coordenador

  • É responsável pelo funcionamento do campo de férias, coordenando a parte técnica, pedagógica e administrativas do campo.
  • Elaborar e operacionalizar o plano de atividades, assim como acompanhar a sua boa execução
  • Coordenar o corpo técnico-pedagógico.
  • Assegurar que o campo de férias cumpra com os requisitos da legislação em vigor, assim como o descrito no presente regulamento interno.
  • Zelar pela correta utilização dos equipamentos, assim como pela conservação dos equipamentos e instalações.
  • Facultar o acesso das instalações ao IPJ – Instituto Português da Juventude e ASAE, assim como a respetiva documentação.
  • Garantir o cumprimento das normas de saúde, higiene e segurança.

Monitores/pessoal técnico

O campo de férias terá no mínimo:

  • 1 Coordenador.
  • 1 monitor para cada 06 participantes dos 06 anos aos 09 anos.
  • 1 monitor para cada 10 participantes dos 10 aos 12 anos.
  • 1 monitor para cada 08 participantes dos 13 aos 18 anos.

Os monitores têm de acompanhar os participantes durante a execução das atividades do campo de férias, de acordo com o plano de atividades, assim como prestar-lhes a ajuda e apoio de que necessitem. Nos períodos de saída, de repouso e transportes, existirá sempre monitores a acompanhar os participantes.

Os monitores ajudarão o coordenador do campo de férias na organização das atividades e seguir as suas instruções.

Têm também o dever de assegurar o cumprimento por parte dos participantes das normas de saúde, higiene e segurança, assim como zelar pela boa conservação, manutenção e utilização dos equipamentos e materiais a utilizar pelos participantes.
Para além do acima descrito são ainda Direitos e Deveres da Entidade Organizadora-Promotora, Coordenadores, Monitores, outro Pessoal Técnico e participantes

 

Entidade Organizadora-Promotora

Direitos

  1. A Tempo de Aventura é a principal interlocutora com os encarregados de educação dos participantes, reservando o direito de aceitar ou recusar inscrições.
  2. A Tempo de Aventura poderá cancelar o campo de férias sempre que não estejam reunidas as condições necessárias para a sua realização.
  3. Os programas de atividades poderão ser alterados por motivos de força maior, nomeadamente devido às condições climatéricas, segurança e bem estar dos participantes.
  4. Sempre que o comportamento dos Participantes, Coordenador, Monitores e outro Pessoal Técnico, afete o normal funcionamento do campo de férias, poderá a Tempo de Aventura decidir a sua exclusão.

 

Deveres

 

  1. Cumprir com a legislação em vigor.
  2. Possuir e facultar o Livro de Reclamações.
  3. Assegurar o bom funcionamento do campo de férias.
  4. Contratar um seguro de acidentes pessoais para cada participante.
  5. Facultar a todo o pessoal do campo de férias, nomeadamente ao Coordenador e respetiva equipa de Monitores, as condições e informações necessárias para o bom desempenho das suas funções.
  6. Facultar aos Encarregados de Educação dos participantes o presente Regulamento Interno e as informações complementares relacionadas com o funcionamento e processo de inscrição no campo de férias.

 

Coordenadores

Direitos

  1. Executar o programa de atividade de acordo com as boas práticas pedagógicas e de segurança.
  2. Solicitar o apoio da Tempo de Aventura nas situações anómalas que ocorram no campo de férias.
  3. Ser informado das queixas formuladas no âmbito da sua função como Coordenador.
  4. Participar na elaboração do programa de atividades, de acordo com os objetivos pedagógicos e lúdicos da Tempo de Aventura.
  5. Exercer o sua função em harmonia com presente Regulamento Interno, assim como com a legislação em vigor.
  6. Solicitar toda a informação relevante para o bom desempenho das suas funções.
  7. Ter acesso à informação dos participantes inscritos no campo de férias, nomeadamente quanto às necessidades de alimentação especificas ou cuidados especiais de saúde a ter em consideração.

Deveres

  1. Cumprir com as diretrizes da Tempo de Aventura e seu Regulamento Interno.
  2. Coordenar a equipa pedagógica, executar o programa de atividades e cumprir com os horários previstos no mesmo.
  3. Ser correto nas relações com a equipa pedagógica, outro Pessoal Técnico, participantes e seus encarregados de educação.
  4. Promover a correta integração dos participantes no campo de férias.
  5. Comunicar à Tempo de Aventura todas as situações anómalas que venham a acontecer no decorrer do campo de férias, nomeadamente aquelas que envolvam os participantes, seus encarregados de educação e equipa pedagógica.
  6. Não permitir a saída dos participantes do campo de férias, sem estarem devidamente acompanhados pelos monitores e apenas nas situações em que os mesmos estejam a desenvolver atividades.
  7. Abster-se de toda a manifestação de carácter politico ou religioso no campo de férias e não usar nem permitir o uso de gestos, linguagem obscena e atitude discriminatória.

Monitores/outro Pessoal Técnico

Direitos

  1. Executar o programa de atividade de acordo com as boas práticas pedagógicas e de segurança.
  2. Solicitar o apoio do Coordenador nas situações anómalas que ocorram no campo de férias.
  3. Ser informado das queixas formuladas no âmbito da sua função como Monitores/outro Pessoal Técnico.
  4. Exercer o sua função em harmonia com presente Regulamento Interno, assim como com a legislação em vigor.
  5. Solicitar toda a informação relevante para o bom desempenho das suas funções.
  6. Ter acesso à informação dos participantes inscritos no campo de férias, nomeadamente quanto às necessidades de alimentação especificas ou cuidados especiais de saúde a ter em consideração

Deveres

  1. Cumprir com as diretrizes do Coordenador e Regulamento Interno.
  2. Executar o programa de atividades e cumprir com os horários previstos no mesmo.
  3. Ser correto nas relações com a equipa pedagógica, outro Pessoal Técnico, participantes e seus encarregados de educação.
  4. Promover a correta integração dos participantes no campo de férias.
  5. Comunicar ao Coordenador todas as situações anómalas que venham a acontecer no decorrer do campo de férias, nomeadamente aquelas que envolvam os participantes, seus encarregados de educação e equipa pedagógica.
  6. Não permitir a saída dos participantes do campo de férias,
  7. Abster-se de toda a manifestação de carácter politico ou religioso no campo de férias e não usar nem permitir o uso de gestos, linguagem obscena e atitude discriminatória.
  8. Não usar o telemóvel a titulo pessoal nos períodos das refeições e atividades.

Participantes

Direitos

  1. Participar em todas as atividades de acordo com o programa de atividades.
  2. Apresentar sugestões e queixas aos monitores e coordenador.
  3. Ter um correto enquadramento pedagógico e ser apoiado nos problemas que possa vir a ter no campo de férias.
  4. Usufruir do campo de férias em boas condições de higiene e segurança.
  5. Ter 5 refeições diárias (pequeno-almoço, almoço, lanche, jantar e ceia).
  6. Falar telefonicamente e no período estipulado com os seus encarregados de educação.

Deveres

  1. Cumprir com as diretrizes do Coordenador, monitores e Regulamento Interno.
  2. Ser correto nas relações com a equipa pedagógica, outro Pessoal Técnico e restantes participantes.
  3. Abster-se de toda a manifestação de carácter politico ou religioso no campo de férias e não usar  gestos, linguagem obscena e atitude discriminatória.
  4. Não usar o telemóvel exceto no horário previsto.
  5. Utilizar os materiais, equipamento e espaços do campo de férias de uma forma correta, cumprindo com as instruções da equipa pedagógica.
  6. Cumprir com os horários e participar nas atividades previstas no programa de atividades

 

Nos casos omissos do presente regulamento, aplicar-se-á a legislação em vigor.

Plano de Atividades dos Campos de Férias

ENTIDADE ORGANIZADORA:
Tempo de Aventura – Animação e Gestão de Espaços, Lda; Nº Registo. 13/2011/DRLVT

Plano de Atividades do Campo de Férias do Cadaval

Clique aqui para aceder  o plano de atividades do Campo de Férias do Cadaval